02
fev
11

A melhor música nacional e internacional de 2010

Talvez eu tenha sido “iconoclasta”, se me permitem usar essa difícil palavra, ao atrasar minhas análises sobre o mundo da música em 2010 – ao menos, eu criei “As dez músicas que você provavelmente não ouviu em 2010”; basta descer com o mouse e ler. Como não poderia deixar de fazer, gostaria de citar, nem que de forma condensada, dois importantes momentos da música em 2010 – na minha vida.

Melhor Música Internacional de 2010

Anualmente, gosto de pensar naquela música que eu ouvi e me conquistou. Música “boa” é aquela que você ouve e, antes mesmo do refrão, talvez,  já pensa em ouvir novamente. É instantâneo!

Confesso que um pouco tardiamente, mas comecei a ouvir, com mais atenção, o tão inovador e ao mesmo tempo conservador The Resistance (2009) do Muse. Você já deve ter pensado: “Não é justo. Esse álbum é de 2009 e estamos falando da melhor música de 2010!”. Ok. Não é justo, eu sei. Mas, nesse caso, é impossível não viciar nas canções desse álbum, principalmente na masoquista Undisclosed desires. Ela foi, de fato, executada mesmo em 2010 – então, minha justificativa se baseia nesse conceito “radiofônico” e ponto.

Vamos nos concentrar mais nos motivos dessa música – e, consequentemente, dessa banda – ser tão boa. O trio Muse é muito peculiar. A banda trabalha nesse “social indie rock“, repleto de ‘arranjos desarranjados’ e inesperados; mensagens politícas e, como todo bom indie, o nonsense.

O troféu fica para eles que pisarão no Brasil para três apresentações, junto do U2.

A melhor música nacional de 2010

Com um nome dermatologicamente correto (credito algum amigo meu que disse isso), mas que não consigo enxergar a relação com as músicas da banda, o quarteto Sabonetes é uma revelação – pelo menos para mim.

Na Virada Cultural Paulista 2010, em São João da Boa Vista, li sobre a apresentação da banda mas, meu atraso “iconoclasta” me impediu de procurar suas músicas para conhecer. Decidi passar para conhecer o Sabonetes e depois ir até a velha estação para assistir a não tão nova Blitz do Evandro Mesquista.

Esperava que o Sabonetes fossem uma dessas bandas hard core que fazem um som de garagem que permite stage dive e roda punk. Deparei-me com um bando de indies vestidos à lá Cachorro Grande e Arctic Monkeys. Começou o show – com umas falhas bem perceptíveis de aparelhagem – e eu me impressionei: que banda “tri legal”, com dizem os sulistas!

A banda compõe maravilhosamente bem, faz um rock (‘n roll) dançante e agitado, que lembra um pouco Franz Ferdinand e The Killers. Letras peculiares – sem ficar “enchendo linguiça” com verbos rimados – e uma pegada “britânica tupiniquim” bem legal!

A Melhor Música Nacional de 2010 é Descontrolada (Sabonetes – Sabonetes, 2010). O álbum, agora relançado com algumas inéditas pelo selo do Bonadio, é denso e passeia por canções que lembram os ambientes dos pubs até baladinhas românticas. Com certeza, uma das melhores, se não é a melhor, banda de 2010 do Brasil! São minha aposta no mainstream nacional. Que eles não percam a identidade tão peculiar que eles conseguiram alcançar!

Não vou mais divagar. Vou devagar. Fico só com esses dois troféus. Logo, comento o Oscar e o Grammy!

@misaelmainetti

Anúncios

2 Responses to “A melhor música nacional e internacional de 2010”


  1. 1 Gaby Theodoro
    3 de fevereiro de 2011 às 6:52 pm

    Com certeza Muse e Sabonetes foram as bandas que marcaram 2010.
    Fico contente pelos caras do Sabonetes estarem conquistando seu espaço no universo da música. Ter tido a oportunidade de conhecê-los, e agora ouvir suas músicas tocando nas rádios, é mesmo emocionante. Como vc disse: “Que eles não percam a identidade tão peculiar que eles conseguiram alcançar!”.
    Só para complementar, acredito que o estilo de músicas deles, além de lembrar “The Killers” e “Franz Ferdinandi”, também é bem parecido com “The Strokes”.

    Misa, Parabens pelo texto!

  2. 8 de fevereiro de 2011 às 1:50 pm

    Não vi que vc tinha postado esse post aqui. fashufas
    No meu modo de ver a nacional você acertou. Sabonetes é foda.
    Mas internacional, nada que eu escute faz com que mude o que eu acho melhor.
    Green Day baby, always the best.
    fhasdufashfuasdh
    é noses
    abraz


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Vanguarda

fevereiro 2011
S T Q Q S S D
« jan   mar »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28  

Twitter

Fucking visits

  • 20,401 hits

É importante: Planeta Terra e sustentabilidade


%d blogueiros gostam disto: