04
dez
10

Restart – a internet, as calças coloridas e o tempo

A convergência de mídia alterou todo o cenário da comunicação e isso é um fato. No mundo da música, por exemplo, as bandas tinham que fazer suas apresentações em rádios; depois fazer os shows e vender seus álbuns. De um tempo para cá, com o avanço da tecnologia, a internet é um meio heterogêneo e “sem lei”. O crescimento de redes sociais como o Myspace possibilitou aos artistas colocarem suas músicas para serem baixadas – termo utilizado para download.

Bandas como Nx Zero e Fresno são grandes representantes da “geração século XXI – linguagem ‘internetês’”. Deixando de lado a eterna discussão de que estilo é esse e aquele; um pouco depois, o arco-íris invadiu as redes sociais. Ultrapassando o número de fãs da também colorida banda Cine, os garotos da Restart conseguiram milhões de acessos no Myspace.

Apelidados por Pe Lanza, Pe Lu, Koba e Thomas, o quarteto compõe letras divididas entre melancolia e otimismo, baladinhas simples e bem executadas e um carisma adequado a (nova) geração infantil, pré-adolescente e adolescente. Assim como os Menudos conquistaram outrora milhões de fãs, a Restart, no Brasil, tem executado bem o seu papel de fenômeno das novas gerações. Dentre seus singles (“Recomeçar”, “Pra você lembrar”), a música “Te levo comigo” é o carro chefe da banda. Foi com a canção que os calças coloridas ficaram em primeiríssimo lugar no Hit parede Brasil e no topo da Billboard em São Paulo.

Fãs ensandecidos foram surgindo pouco a pouco como um exército – mas color full:  calças apertadas e coloridas, cabelos desfiados e disformes, óculos gigantes e, às vezes, sem lente. No Youtube, é possível encontrar alguns momentos engraçados dos fãs da Restart: uma menina falando, como uma recém nascida, que gosta do Pe Lanza;  outra chorando porque não conseguiu a pulseirinha para conhecê-los e acha isso uma “p*ta falta de sacanagem” e um garoto que é a comprovação do cenário pop e cibernético: “vou xingar no twitter hoje; muito!”. Além desses, um menino que chorou incessantemente porque sua mãe quebrou seus cds. E agora, será que haverá um pote de ouro no fim do arco íris?

Assim como Chiquititas ou Sandy & Júnior estavam “bombando” naquela época através da televisão, a Restart está fazendo sucesso através de todos os meios de comunicação, principalmente a internet.  Conforme os fãs de Restart forem ficando mais velhos e a própria banda se tornar mais madura, tomaremos nota se essa fase dancin’ days prevalecerá – estarão os fãs de Restart com 30 anos chorando, gritando e usando calças fosforescentes e óculos sem lente? Só o tempo dirá.

@misaelmainetti

Anúncios

7 Responses to “Restart – a internet, as calças coloridas e o tempo”


  1. 1 gabytheodoro
    5 de dezembro de 2010 às 5:19 pm

    Misa, parábens pelo seu texto. Como sempre, você conseguiu se expressar muito bem. Relatou a nossa nova geração dos ‘coloridos’. Para aqueles que criticavam a nossa época em que os adolescentes se vestiam só de preto, não têm do que reclamar, porque a nova geração dos ‘coloridos’ usam e abusam das cores, desde as mais neutras até as mais encadescentes. Uma coisa é certa, eles consegueriam quebrar as barreiras da moda, e fizeram do mundo dos ‘nerds’ ou ‘losers’ serem algo sem preconceitos, porque adotaram o uso de óculos grandes, como antigamente eram conhecidos como os famosos ‘fundos de garrafa’. É isso ai. Sabemos que tudo é fase, que a adolescência é o nosso período de autoafirmação, temos mais é que curtir. Eu tive a minha época das chiquititas, do hardcore, da xuxa, das spice girls, backstreet boys, britney spears, acho que todos nós somos vulneraveis a influências de nossa juventude. Não os criticam, só cobro dos pais um pouco de discernimento de até onde é saudavel essa idolatria e necessidade de se vestir e agir igual a sua geração, dos ‘coloridos’. =D

  2. 2 gabytheodoro
    5 de dezembro de 2010 às 5:20 pm

    Misa, parábens pelo seu texto. Como sempre, você conseguiu se expressar muito bem. Relatou a nossa nova geração dos ‘coloridos’. Para aqueles que criticavam a nossa época em que os adolescentes se vestiam só de preto, não têm do que reclamar, porque a nova geração dos ‘coloridos’ usam e abusam das cores, desde as mais neutras até as mais encandescentes. Uma coisa é certa, eles consegueriam quebrar as barreiras da moda, e fizeram do mundo dos ‘nerds’ ou ‘losers’ serem algo sem preconceitos, porque adotaram o uso de óculos grandes, como antigamente eram conhecidos como os famosos ‘fundos de garrafa’. É isso ai. Sabemos que tudo é fase, que a adolescência é o nosso período de autoafirmação, temos mais é que curtir. Eu tive a minha época das chiquititas, do hardcore, da xuxa, das spice girls, backstreet boys, britney spears, acho que todos nós somos vulneraveis a influências de nossa juventude. Não os criticam, só cobro dos pais um pouco de discernimento de até onde é saudavel essa idolatria e necessidade de se vestir e agir igual a sua geração, dos ‘coloridos’. =D

  3. 3 gabytheodoro
    5 de dezembro de 2010 às 5:20 pm

    ps desconsidere o primeiro, tem um erro feio ahsuahusas

  4. 8 de dezembro de 2010 às 1:50 pm

    O fii. Você não tinha passado esse para mim.
    Por isso não vim antes.
    Ficou muito louco cara.
    De verdade. E mesmo quem diz que não gosta de Restart fica com a música na cabeça.
    Quem nunca se viu cantando EU VOU, TE ESPERAR..
    É foda isso.
    Temos de admitir. Os caras acertaram.
    É noses
    abrazz

  5. 8 de dezembro de 2010 às 2:31 pm

    Bom Misael, eu acredito que seja mais uma moda que irá passar. Lembra quando eu escrevi um texto sobre “a moda” em cada decada? Em cada época os jovens se encantavam por bandas e estilos diferentes, e a medida que o tempo foi passando e as pessoas amadurecendo, essas `modinhas`foram deixadas. Essa é, para a mim, a decada mais permissiva. em que as pessoas escutam e vestem o que bem entendem. e um exemplo claro disso é a moda dos coloridos. eu nao gosto das musicas, mas um dia eu estava no seu carro e comecei a cantar, ou seja, `gruda na cabeca`sabe? e esse trabalho eles conseguem fazer e muito bem. a unica coisa que me preocupa é essa geracao que vem crescendo sem valores, sem principios, sem vontade de nada. ja que as bandas coloridas tëm tanta influencia no mundo dos jovens, deveriam usar a popularidade para conscientizar a galera, para fazer com que esses jovens cheguem a algum tipo de reflexao. essa nova geracao precisa saber que o mundo é bem diferente do que os meninos cantam e que a vida nao é só o coracao que foi partido. Existem outras coisas acontecendo. ha necessidade que as pessoas pensem. parabens pelo texto mais uma vez, muito bom o tema, que tanto ja falado (bandas coloridas) e que vc conseguiu abordar com uma nova roupagem. (e eu odeio esse teclado que anao tem pontuacao e nem acento)

  6. 6 Jeff Jeffersson
    23 de dezembro de 2010 às 1:49 pm

    Legal o seu interesse pelo Crônica Líquida e sua última atualização!
    Acho que a diferença entre nós é só a idade mesmo. Do que eu vivi e conheci pessoalmente da história recente do roque por aqui, acabei por perceber que a profissionalização excessiva da música e a quantidade de dinheiro envolvida nas produções, desenvolvimento de marketing e etc. originou uma confusão onde determinados artistas obtém o monopólio do tal ‘mercado’ em detrimento de outros tão ou mais talentosos que estes.
    Por isso penso que não se pode classificar um tipo de arte onde o visual é supervalorizado e a essência do trabalho é mais do mesmo, voltado para uma galerinha de 10 a 14 anos, no mesmo patamar daqueles que tomam arte de verdade e se levam um pouco mais a sério. É necessário segmentar a indústria fonográfica para que cada um saiba o seu lugar na programação.
    Porque o Trem da Alegria também foi contemporâneo do Camisa de Vênus, num tempo quando não tínhamos tantas facilidades de divulgação.
    Podem conviver numa programação de FM, o Restart e o Udora?

  7. 7 amandinha
    19 de fevereiro de 2011 às 6:47 pm

    eu amo banda restat mais o mais bomito e o tomas a e as musicas sao lindas e a musica mais bonita e recomeço restart amo voces!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Vanguarda

dezembro 2010
S T Q Q S S D
« nov   jan »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Twitter

Fucking visits

  • 20,501 hits

É importante: Planeta Terra e sustentabilidade


%d blogueiros gostam disto: