05
nov
10

Santo Jackson (O cara!)

Michael Jackson nos deixou recentemente. 25 de junho de 2009 foi o dia em que o mundo perdeu um ser humano de talento inexplicável. Michael, o dançarino. Michael, o cantor. Michael, o compositor. Michael, o (multi)instrumentista. Michael, o filantropo. Michael, o cara!

Já se passou mais de um ano desde a morte desse guerreiro. Conseguiu se libertar das algemas do pai e trilhar seu próprio caminho. No Acre, no Atacama, em Buenos Aires, na Pensilvânia, em Otawa, na Ilha da Madeira, em Honk Kong, em Shikoku e em todos os lugares seu nome é reconhecido: MICHAEL JACKSON. Não só o seu nome, mas o próprio Michael, tornou-se universal.

Quero deixar todas as acusações contra Michael de lado – mesmo que eu não acredite em nenhuma delas. Desejo apenas relembrar o quão magnifíco esse homem foi. Desde mini petiz até cinquentinha magricelo. O menino ponta de chocolate das madeixas “bombril” e nariz largo. O jovem “pernalonga” e dançante que ia contra a inércia da música. O preto que ficou branco. O “bad” do bem. O homem que usava as luvas brilhantes, que tombava o corpo em 145°, que dançava fabulosamente…

This is it. É isso aí. Michael Jackson foi o cara. Prometeu a maior turnê da história. Infelizmente, não tivemos a oportunidade de assistir, mas os ensaios de This is it comprovaram que ninguém podia detê-lo.

Rei do Pop. Sem idolatria, mas apenas admiração. Profunda admiração. Santo Jackson. Canonizado em nossas mentes. E também em nosso Youtube. Santo Jackson. Quem sabe fazer, faz ao vivo… e ele, ele sim sabia fazer ao vivo!

*********

Estamos em época beatlemaníaca – Paul McCartney no Brasil – e cá venho eu escrever, de forma triunfante (ou tristonha), sobre sir Michael Jackson? Dá-lhe o motivo: bateu saudade desse cara!

Na verdade, inspirei-me pela notícia de um novo álbum de Michael – de músicas “recém completadas”. A notícia me deixou em dúvida se as músicas foram “recém completadas” por Michael, antes de morrer, ou por produtores.

Capa do álbum 'Michael', que será lançado em 14 de dezembro pela Sony

Eis a capa do álbum (foto acima). Ouvir material inédito de Michael será ótimo – mas serão mesmo músicas finalizadas por ele? Quem é fã de Michael Jackson sabe o quão exigente, severo e minucioso ele era com suas músicas! 

Será que ele gostaria que suas músicas fossem lançadas, assim, ao vento? É fato que todos os cuidados de produção foram realizados para o lançamento desse álbum, mas penso nele, no cara, no Michael: o que Michael Jackson acharia desse lançamento?

Não acredito que os espíritos ficam (di)vagando pelos céus ou pela terra, mas isso é assunto para outra hora. Mas, imagino sir Michael Jackson sentando em uma nuvem ou em uma árvore, à lá Neverland, e vendo seu novo álbum ser lançado. Por saudosismo, ele ficaria feliz. Por técnica musical, caso não tenha sido dele a mão de obra final, ele ficaria irritado.

Quando recordo do alvoroço que foi a morte de Michael, fico bravo. Antes do falecimento, Michael havia virado motivo de piada pela maioria. Foi taxado de tantas coisas que nem vale a pena comentar. Só  após o falecimento é que vieram as manifestações em massa. Antes de sua morte, era a minoria – que admirava Michael de modo verdadeiro. Todo saudosismo profano, na minha opinião, é dispensável. Mas, infelizmente, nós só damos valor quando perdemos…

Concordo com Gay Talese, jornalista defensor do new journalism, digamos um jornalismo mais parcial e inovador, que Michael foi assassinado pela mídia. “Acho que ele foi morto pela imprensa’, opinou Talese. “Para mim, há cinco anos, Michael Jackson começou a ser envenenado pela imprensa”. E, nessa onda de mídia, a maioria transformou Michael Jackson em motivo de piada!!!

 

Não importa. Ele já se foi. Michael Jackson está morto. Nós perdemos o Rei do Pop. Se há(verá) príncipe do pop, eu não sei. Tenho alguns nomes para indicar, mas não agora. Agora é momento para lembrar e cantarolar qualquer canção do santo Michael Jackson.

@misaelmainetti

Fica a dica: minha música, e clipe, preferido do Michael: Scream, junto da sua irmã, Janet Jackson.

Anúncios

1 Response to “Santo Jackson (O cara!)”


  1. 8 de novembro de 2010 às 12:36 pm

    Adorei Misa. Sempre achei o Michael um cara estraordinário, como músico, cantor, dançarino e etc. A vida pessoal dele não me interessa, acho que cada um deve cuidar da sua própria vida.
    Mas seu texto ficou super legal.
    A minha música e clipe favorito é Smooth Criminal, do filme Moonwalker…muito boa.
    Abraço Misa, continue escrevendo assim.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Vanguarda

novembro 2010
S T Q Q S S D
« out   dez »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Twitter

Fucking visits

  • 20,401 hits

É importante: Planeta Terra e sustentabilidade


%d blogueiros gostam disto: