15
out
10

Tudo é possível!

É fato que o texto que começo a escrever agora estará “gravado” na memória não só do meu computador, mas, principalmente, na minha memória física e emocional.

Vou falar sobre toda a coletiva de imprensa do GreenDay, mesclando duas pontes:

-7 Minha experiência jornalística;

-7 Minha experiência pessoal, como fã

Introdução

Meu nome é Misael Mainetti, tenho 20 anos e sou estudante de Comunicação Social, bacharelado em Jornalismo. É sonho meu ser um jornalista da área cultural. Depois de ontem, quarta-feira, dia 13.10.2010, eu percebi que, nessa vida, tudo é possível!

Desde meus doze ou trezes anos, eu ouço GreenDay. Tenho que agradecer, e muito, ao meu primo Vitor Mainetti. Não me lembro quem exatamente me apresentou o GreenDay, mas minhas lembranças mais vívidas ficam a cargo do meu primo! Obrigado.

Como?

É o que todos perguntam: “Como você conseguiu entrar na coletiva de imprensa do GreenDay?”. Acredito que seja importante ressaltar esse ponto: eu entrei como imprensa, como repórter. Estudei muito. Li muito. Fiz contatos e, de repente, consegui. Não vou contar meu segredo, mesmo porque não há segredo, mas, se você é estudante de Comunicação e pensa que tudo isso é impossível, eu digo: “Tente!”.

Eu tentei e tive a experiência mais ímpar da minha vida!

A Coletiva – Informações

A coletiva aconteceu no Hotel Intercontinental, na Alameda Santos, em São Paulo. Cheguei ao hotel, “mil” estrelas, um tanto chocado com o cenário – empresários de todo o mundo estavam ali, andando, se reunindo e discutindo estratégias. Mas, esse não era o meu objetivo. Me dirigi até a sala onde aconteceria a coletiva de imprensa.

Antes, parabéns para a Mondo. Organização dez! Entrei. Uma saleta. Bem pequena. Poucas cadeiras (entenda cerca de 25 ou 30). Sentei na primeira fileira. A meio metro de mim, estava uma mesa com algumas cadeiras postas, canetas, copos e garrafas de água. Fiquei pensando: “Em algum tempo eu vou ver a minha banda preferida na minha frente!”.

A expectativa era anormal e, ao mesmo tempo, normal. Não consigo descrever. Após toda a imprensa chegar, o assessor do local nos convidou a se dirigir ao saguão.

Fotos

“As fotos só serão permitidas aqui. Na coletiva, não!”. Pensei: “Tudo bem, não tem problema!”. Esperei alguns minutos. A ansiedade consumia minha mente e minha garganta estava seca. Não havia saliva. Eu, ver o GreenDay, pessoalmente? Assim, tão perto?”

De repente, passos pela escada. Eu não irei descrever a cena. É indescritível. Mas, eu gravei a cena da banda descendo a escada. Agora, imagine-se no local! Veja:

-7 O GreenDay descendo as escadas: http://www.youtube.com/watch?v=Y2thu2LIsYw

-7 Uma das fotos que eu, Misael Mainetti, tirei (eu a reduzi para que coubesse):

Eu, ali, os vendo de perto! Um filme passou em minha cabeça! Eu ouvindo Dookie, eu vendo o dvd International Superhits, eu arriscando cantar Basket Case em um show de alguns colegas, e, naquele momento, EU E O GREENDAY!

Nesse momento, lembrei muito do meu amigo Juniores, que parece um tanto com o Billie. A cena é a mais “hollywoodiana” possível. Era a hora da coletiva. Começaram a se dirigir até a sala. Eu andei ao lado deles. Então, o Billie estava ao meu lado. Era minha obrigação, naquele momento, ser profissional e não pedir um abraço ou algo do tipo. Não naquele momento. E, então, no impulso, fui o cutucar. Antes que eu o tocasse, um ariano gigante me intercedeu e me “empurrou” educadamente.

A Coletiva

Foi a minha primeira coletiva de imprensa. Caro leitor, imagine-se na minha situação: você é fã de GreenDay e é extremamente “perseverante” no que diz respeito à sua profissão! Afinal, eu estou apenas no 2º ano de Jornalismo e, conseguir aquilo, para mim, que moro no interior, é um grande passo no meu currículo!

Sentei. Primeira fileira. Estavam na coletiva o pessoal do ZonaPunk (indico: http://www.zonapunk.com.br), G1, R7, Contigo, Todateen, MTV, Tv Cultura, SBT, PlayTV etc. Mas, fiquei surpreso: para uma coletiva de tamanha importância, afinal, o GreenDay se tornou uma das maiores bandas de rock da história, estavam ali apenas 20 ou 30 pessoas.

Não era permitido tirar fotos. Coloquei meu gravador de voz (que não é meu, mas do Véio; obrigado) perto do autofalante. Respirei. Sorri. Fiquei sério. Sorri. Estava esperando eles entrarem. A minha frente, a meio metro, uma mesa, conforme já descrito, e, atrás da mesa, uma porta.

De repente, o garçom some e eles queriam café, mas não tinha colher para mexer o açúcar. Isso gerou risos na imprensa. Enfim, eles entraram. O Billie sentou na minha frente, a meio metro. Ao seu lado esquerdo, um tradutor. Ao seu lado direito, o Mike, sorridente, e o Tré, debochado como sempre!

Posicionei a câmera. Os cumprimentos. Billie pega sua garrafa de de água e coloca um pouco no copo. As perguntas foram várias. Eu coloco tudo, caso alguém peça, mas acredito que só os “pontos altos”, que dizem respeito ao show, são mais bem vindos.

Billie respondeu praticamente a todas as perguntas. O Mike escreveu, no papel que estava na mesa, a frase “I AGREE” (Eu concordo). Tudo o que o Billie dizia, ele levantava a plaquinha.

“Qual é o segredo de tanto tempo de banda?”. Billie brincou: “Ah, não sei. É como fazer sexo. Eu faço sexo com minha mulher e gosto. E, então, dura! É o mesmo com a banda!” e rimos.

Assistindo a coletiva, eu não sei o que eu disse ao Mike. Algo como “Three hours”, sobre o show. Ele sorriu e bateu no peito.

Billie ressaltou para esperarmos um show com cerca de duas horas e meia ou três horas. Enquanto isso, Tré ficava desenhando.

Abaixo, um desenho do Billie Joe.

Rolou uma brincadeira: “Não queremos tocar com o 30Seconds To Mars”. Enfim, uma brincadeira que surgiu no meio da coletiva…

“Esse é o fim da nossa turnê e não será apenas um show, será uma baita de uma celebração e estamos muito felizes de estar aqui. São doze anos desde a nossa vinda e viver isso tudo de novo me faz sentir jovem e a gente vai arrasar! Então, obrigado!” e bateu com as mãos na mesa.

Nesse momento, tudo foi muito rápido. Eu não sei se foi apenas eu que me senti daquele jeito – estático. Isso, estático! Eu ia pedir uma foto com eles ou para autografarem meu Shenanigans, mas não, eu fiquei ali, sentado. Ninguém pediu. De repente, eles levantaram e sairam pela porta.

Só percebi esse meu erro – de fã – depois. Mas, não sei o motivo, senti que não era o momento para eu fazer isso. E, realmente, ninguém o fez, afinal, as fotos estavam terminantemente proibidas!

O Depois

Fiquei meio sem palavras. Os desenhos que eles fizeram foram recolhidos. Eram ordens, visto que há “loucos” que colocam isso tudo no E-bay e vendem. Então, contrariando tudo o que eu penso que é correto, de modo bem discreto, peguei a caneta que o Mike usou durante a coletiva e a garrafa de água do Billie Joe. Pena o Tree não ter deixado os óculos dele…. (risos).

Talvez eu sorteie esses itens para os fãs. Só sei que, esses itens, tem uma energia muito positiva.

Eu sai da sala, meio aflito, meio feliz, meio confuso. Uma mistura de sensações.

Lembrei-me que fiquei comentando no blog do Zeca Camargo, pedindo que ele me ajudasse, como fã, a conhecer o GreenDay. Ele respondeu em seu blog, no G1, que não era possível e que ele queria muito conseguir isso. E, hoje, eu entrei no blog dele, no G1. E, então, contei a ele que consegui. Ele respondeu:

“Resposta do Zeca – Bravo Misael! se tem uma coisa que acho que é fundamental para um jornalista é a perseverança! Um abraço!”

Eu, Misael Mainetti, participei da coletiva de imprensa do GreenDay? Depois de DOZE anos de sua vinda, eu, dentre vinte e poucas pessoas, tive a oportunidade ÍMPAR de estar alí, junto do GREENDAY?

Sim, eu consegui. E, se eu consegui, você também consegue! Você consegue alcançar seus sonhos, consegue gerar força da humildade e começar a traçar um pequeno caminho, na qual encontrará obstáculos. Mas, lembre-se: quem persiste, alcança!

Eu alcancei. Você também pode alcançar seus sonhos!

Por que?

Porque TUDO É POSSÍVEL!

Um abraço,

Misael Mainetti.

Twitter: @misaelmainetti

E-mail: misaeljornalista@gmail.com

MSN: misael.41@hotmail.com

E quarta-feira, dia 20.10.10., ainda vou no show do GreenDay de Pista Premium! Deus, obrigadooooooooooooooooooo!

Anúncios

13 Responses to “Tudo é possível!”


  1. 1 Pedrinho
    15 de outubro de 2010 às 3:41 am

    Simplesmente fodástico. Sem palavras.

  2. 2 Nathalia
    15 de outubro de 2010 às 12:54 pm

    E pensar que eu deveria estar com você. Enfim! Não adianta chorar pelo leite derramado! Mas eu fico master feliz por você correr atras dos seus sonhos e mais feliz por alcançá – los.
    Menino nós vamos ao showwwwwwwwwwwwwwwww

    Menino nós vamos alcançar tudo que desejamos!

  3. 3 Juniores
    15 de outubro de 2010 às 1:04 pm

    Cara foi foda demais isso.
    Obrigado por falar de mim. E por falar que ele parece comigo. fadshufadsh
    Serio depois de tanto tempo ainda lembro um pouco ele. afdshua
    Mais antes parecia mais #FATO
    FADHSUFSDAHAS
    é NOSES CARA..

  4. 4 graziela caponi
    15 de outubro de 2010 às 1:24 pm

    SEU VIADINHO!
    hahahaha
    inveja master aqui, mas só de fã, porque de jornalista eu nem tenho.
    Quero saber como tu conseguiu, ok?
    De todo modo, é isso aí, curta MUITO o show. Você merece, e eu estou tremendamente feliz por você (li o texto todo com um puta sorriso no rosto! hahaha).
    o///

  5. 6 Alice
    15 de outubro de 2010 às 3:53 pm

    Que orgulho desse menino!!

    Caramba, Misael, não consegui desviar os olhos do texto até que ele terminasse. Não sei dizer se fiquei mais empolgada como fã ou como professora. Acho que 50% cada.

    Pena não ter tirado uma foto. Devia ter dito: Essa é pra minha professora, coitadinha!! Eles fariam pose… kkkkk

    Parabéns!

  6. 15 de outubro de 2010 às 6:25 pm

    Meu querido Misa,

    Agora você foi Fdaca no osso…hehehehe.
    Que show de bola meu amigo, realizar sonhos são para poucos.
    Fiquei orgulhoso de você não ter bancado o fã, você fez certinho meu amigo, isso pode abreviar nossas carreiras.
    Seu texto está demais.
    Queria ter ido como fotógrafo reserva da Naty, hehehe. Pena que não deu tempo de me avisar.

    Um grande abraço meu querido.

  7. 8 wiliam
    16 de outubro de 2010 às 2:54 am

    Miss ael (brincadeirinha….) Persistencia é uma das características de um bom jornalista. Sei porem que voce insistiu muito porque era a “banda da sua vida”. Mas espero, que voce leve esta insistência e perseverança para todas as outras matérias que sei que voce ainda irá realizar. Assim, todas as vezes que ficar difícil, pense nesta experiência de um “dia verde”, insista mais um pouco e colha os maduros resultados. Sei também que voce ficou maravilhado no pessoal e esqueceu do profissional. Quais os assuntos mais comentados na entrevista? O que eles disseram? O que lhe chamou mais atenção? O que voce aprendeu com outros jornalistas, talvez mais experientes que estavam na coletiva? Qual a informação importante, além da sua experiencia pessoal, que voce passaria para os que, como voce, amam o GreenDay. Então, este é um segundo ponto: busque, por mais que seja difícil, separar o profissional do pessoal. Se a gente se maravilha ou se emociona demais com um acontecimento, podemos esquecer de dar o devido tratamento jornalístico ao que estava ocorrendo. Acho que estou sendo o chato né? Mas isso é para separar o pessoal (ou seja, achei muito legal o texto e a sua alegria e emoção) do profissional (antes de tudo, sou professor de jornalismo e tenho um compromisso na análise do que leio e percebo)
    Parabens e grande abraço
    wiliam

  8. 9 Gisele
    16 de outubro de 2010 às 4:55 pm

    sinceramente , me bateu uma inveja! mas eu fiquei muito feliz, porqe eu consigui sintir a energia que você sentiu, ou pelo menos um pouco.. e só de pensar eu fiquei arrepiada! paraaabéns.. beijos.

  9. 10 maria ines
    17 de outubro de 2010 às 5:17 pm

    Misael,

    Boa tarde!

    Então, mais um GOL do Mayson…Já vi que vc. é terrível!

    Querer é poder – máxima que não cai de moda. Assim, queira, sempre.

    Abraço,
    Mines

  10. 11 Fernanda
    19 de outubro de 2010 às 9:42 pm

    Nosss muito show Misa, torço muito por vc e espero q consiga muito mais vc merece (o sonho de qualquer fã é estar ao lado de seu idolo) e vc conseguiu realiza-lo tudo de bom sempre bjus

  11. 22 de outubro de 2010 às 9:36 pm

    Ah eu sei que eu já te disse isso, mas vale a pena ressaltar que vc é uma influencia pra mim, tanto como fã, quanto jornalista =)
    Vc é um exemplo de perseverança!
    Te amoo Misa!
    Beijoos


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Vanguarda

outubro 2010
S T Q Q S S D
« set   nov »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Twitter

Fucking visits

  • 20,501 hits

É importante: Planeta Terra e sustentabilidade


%d blogueiros gostam disto: